terça-feira, 20 de novembro de 2012

- FLOR DE PEDRA / ROSA-DE-PEDRA - (Echeveria elegans Rose).

FLOR DE PEDRA / ROSA-DE-PEDRA - (Echeveria elegans Rose).
                                                                              20.11.2012


                                                   
          Olá amigos do grupo Rio Pomba – Fatos e fotos. Digo-lhes que estive um pouco afastado das minhas postagens no blog afabiobrasil.blogspot.com porque estava apertado de costura, às turras com o meu novo livro de crônicas. Agora, vou tentar deixar minha correspondência e compromissos em dia depois que chegar de férias que me concedi em Recife. Ainda me faltam cinco estados da federação para conhecer.
          Por que tratar desses assuntos? Porque eu os acho de interesse público e tudo é muito belo, as fotos também têm muito da natureza e é uma forma de conhecimento. Desde criança que cultivo essa planta porque ela é merecedora de todo carinho. Seu nome popular é Rosa-de-pedra, suculenta, bola-de-neve-mexicana, echeveria, Mexican Gem, Hen and Chicks. Na minha família sempre a conhecemos como FLOR DE PEDRA. São muitas as espécies. O seu formato se assemelha a uma rosa, daí seu nome popular, o nome Hen and Chicks (Galinha e Pintinhos) é porque quando ela solta brotos lembra uma galinha com seus pintinhos embaixo dela. FAMÍLIA: Crassulaceae. CICLO DE VIDA: Perene (muitos anos, não acaba, perpétua). ORIGEM: México. PORTE: 15 a 20 cm de altura, e 5 a 20cm de diâmetro. FOLHAS: No formato de uma roseta, são de cor verde-azuladas, espessas e cerosas. FLORES: Róseas em hastes, floresce principalmente nos meses mais quentes do ano. LUMINOSIDADE: Sol pleno. ÁGUA: Como as suculentas tem a capacidade de reter água (VIDE FOTO) se cultivadas em vaso, após regar, deixe o substrato secar por uns dias entre uma rega e outra. Se estiverem em canteiros, só regue em caso de estiagem prolongada. CLIMA: Tropical e Sub Tropical, mas tolera temperaturas baixas. CULTIVO: Tem crescimento relativamente rápido. Cultivar em solo rico em matéria orgânica e que tenha uma excelente drenagem. UTILIZAÇÃO: Em vasos e jardins. Muito utilizada em jardins de pedras. PLANTIO: Por enraizamento de folhas e por brotos que nascem em torno da planta mãe, são os filhotes. Se você arrancar uma pétala e deitá-la no chão adequadamente, ela nasce.
          Quem entende muito dessas plantas é minha esposa Fernandina. Ela pode ser plantada dentro de casa. Não deve ser muito adubada, assim como qualquer planta.
          Você poderá plantá-las em xícaras que ficam sozinhas, sem o jogo, vão numa boa para a mesa. Já fizemos isso e ficou muito bonito e criativo. Já vi à venda em Florárias de BH. O truque é molhar com moderação com conta-gotas e manter a planta livre de folhas mortas, além do cuidado com a luz do sol. Um charme. Plantadas assim podem virar a rainha do lar. Retêm água em suas folhas conforme podem ver na foto do meu jardim.
          As regas devem ser cuidadosas, uma vez por semana no verão, de maneira abundante, e uma vez a cada quinze dias no inverno. Não use pulverizadores para não formar um ambiente úmido em torno das plantas. Essa é só uma sugestão – você descobre a medida – se perceber que suas plantas estão murchando, aumente gradativamente a quantidade de água, caso as folhas da base começarem a apodrecer, diminua.
          O solo, Aqui em casa plantamos assim: 1 parte de terra vegetal, 2 partes de areia grossa, uma parte de terra vermelha, 1 parte de húmus de minhoca, no fundo drenamos com cacos de telha
          No nosso jardim fazemos mini jardins é a reprodução de uma paisagem em miniatura. Usando-se cactos e suculentas cria-se a miniatura de uma paisagem de deserto.
          Um dos segredos de um arranjo bem executado é o equilíbrio visual. Ela fica muito bem na paisagem e é decorativa. O toque final é sua sensibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário